segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Homossexualismo - Doença ou Opção?

Nem um, nem outro...

Ser gay, como muitos preferem dizer, não é doença, pois não tem cura e nunca terá.
Também não é uma opção, ninguém escolhe de quem vamos gostar, tão pouco somos capazes de lutar contra a nossa natureza, vide o gay que diz sofrer por assim ser, se fosse opção bastaria ele mudar para outra opção, mas não consegue.

O que é então?

Ser gay é ser como todos nós somos, pois diante de Deus, nosso PAI Celeste, somos todos iguais. A Deus, não importa a raça, a crença, a cor, o sexo, o tamanho, mas importa o que vem de dentro do coração.

Discriminar um gay é atirar pedras em um de nossos irmãos. Dizer que é errado ser gay, é julgar nossos irmãos.

Devemos nos atentar ao fato de que um homem que ama outro homem ou uma mulher que ame outra mulher fogem ao que o ser humano está acostumado a compreender, pois não foi isso que aprendemos na escola, não é mesmo?

E tudo o que a escola ensina é correto e  necessário em sua totalidade? Acaso o homem é conhecedor de tudo para ser capaz de instruir um ao outro? Se assim o fosse, não precisariamos de Deus, tão pouco de Jesus, se assim o fosse não precisariamos estudar o evangelho, documento este que nem o homem conseguiu ainda compreender em sua plenitude.

Em verdade vos digo, não importa o sexo, se for AMOR verdadeiro, é obra de Deus, pois Deus é todo amor e bondade. Deus jamais condenaria um de seus filhos por ele amar o seu próximo, pois se o fizesse, o que Jesus nos ensinou estaria errado.

Para os mais céticos, vou deixar a última pulga atraz da orelha e finalizar esta mensagem falando sobre a promiscuidade, ou seja, aquele que tem vários parceiros sexuais, isso sim pode ser considerado errado pois é um abuso da necessidade materialista e não há amor nesse ato. Mas porque relacionamos promiscuidade com homossexualismo?

Por puro preconceito, pois os héteros santinhos, na verdade, também o fazem. Portanto, NÃO É ERRADO SER GAY, MAS É ERRADO ABUSAR DO SEXO EM ATOS PROMÍSCUOS.

Amai uns aos outros, aceitai uns aos outros com as suas imperfeições e não julgais para não serdes julgado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário