sexta-feira, 15 de março de 2013

A mente, uma caixa fechada que só você pode abrir



  Podemos evitar muitos dos males que cometemos apenas analisando nossos pensamentos antes de falarmos.

  Haverão sempre momentos oportunos para expressarmos nossa opinião, assim como haverão momentos em que o silêncio será o melhor caminho.

  Quem busca pensar bem antes de falar, evita magoar o seu próximo, evita sofrer por uma discussão desnecessária, evita criar atrito.

  Não é fácil agir assim, somos educados nas escolas a falar o que nos vem a mente, não a falarmos o que é correto e o que gostaríamos que nos dissessem.

  Jesus claramente nos ensinou a não fazer ao nosso próximo aquilo que não queremos que nos façam e, portanto, se não gostarias que te repreendessem naquele momento, naquela situação, então não o faças com o teu próximo.

  Há um trecho interessante na bíblia que nos ajuda a refletir sobre isso:

  Mateus 18: "Se o teu irmão pecar, vai corrigi-lo a sós. Se ele te ouvir, ganhaste o teu irmão. Se não te ouvir, porém, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda questão seja decidida pela palavra de duas ou três testemunhas. Caso não lhes der ouvido, dizei-o à Igreja. Se nem mesmo à Igreja der ouvido, trata-o como o gentio ou o publicano."

  Há momentos em que devemos mesmo falar o que pensamos para tentar corrigir ou ajudar o próximo que pode estar errando, mas o ideal é que o façamos sozinho e diretamente com ele(a) e quando isso não surtir efeito, a opinião de outras 2 ou 3 pessoas pode ser útil para mostrar que mais pessoas enxergam o erro dele.

  Pensemos sempre bem antes de falarmos, abrindo nossas mentes e nos colocando no lugar do nosso próximo, a fim de evitar causar-lhe o mal, afim de sermos justos e sinceros de coração, para então nos fazermos simples e humildes, assim como se fez Jesus a todos os seus irmãos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário