sexta-feira, 8 de março de 2013

O Som da Oração em cada Coração


  As vezes nos vemos em situações tão complicadas que nos faltam palavras para conversarmos com Deus. Nos envergonhamos de tais acontecimentos ao ponto de questionarmos se Deus seria bom o bastante para nos ouvir a prece.

  Não te aflijas quanto a isso, pois todos somos imperfeitos e todos podemos nos arrepender. Deus não ouve os que oram de pé gritando ao mundo suas preces, mas ouve o coração silencioso do filho que está arrependido e que humildemente se ajoelha em demonstração de inferioridade diante de tamanha magnificência do Criador.

  Uma prece feita em pensamento mas com amor e sinceridade tem muito mais peso do que aquele feita com palavras decoradas e em tom alto para se exibir.

  Ninguém gosta de ver alguém se gabando disso ou daquilo, parece-nos ruim aos olhos e ouvidos quando alguém o faz diante de nós, pois falta-lhe humildade e é assim que Deus nos vê também.

  As vezes, só de mentalizarmos a imagem de Jesus já emanamos vibrações positivas ao ponto de sentirmos alívio das aflições do momento. O silêncio também é uma prece e não deixa de ser uma consulta ao seu íntimo.

  Quem ora com o coração, ora para Deus, quem ora com palavras, ora para si próprio, para o seu ego alimentar. Sei que muitos podem criticar esse comentário, pois cada um tem a sua forma de orar, tem a sua crença, mas pense bem, lhe agrada ter alguém gritando ao seu ouvido? Acaso Jesus não nos ensinou a nos trancarmos no quarto em silêncio e orarmos?

  Lembremos que nos trechos bíblicos Jesus condenava os que oravam de pé diante do povo apenas para exaltarem o seus orgulhos, mas aprovava o que humildemente se ajoelhava e mentalizava palavras de amor e de arrependimento.

  A prece é um convite diário para uma conferência com Deus, na qual a linha nunca está ocupada, pois Deus está sempre pronto a ouvir os seus filhos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário