quarta-feira, 26 de junho de 2013

Um sinal de luz que surge à todo instante


  A cada dia temos uma nova oportunidade de fazer o que é bom, o que é certo, o que nos trará paz. Desperdiçar essas oportunidades é atrasar o desenvolvimento moral e acumular problemas, pois quem não faz o bem, mesmo que não faça o mal, está no caminho errado da preguiça.

  Dar uma palavra de conforto, compartilhar um sorriso meigo, doar um ouvido e prestar atenção nas queixas, todas essas são pequenas oportunidades de ajudar alguém, que se somadas, irão tornar-se um belo ato caridoso ao próximo.

  Muitas pessoas acham que só podem fazer caridade doando dinheiro ou bens materiais. Engano grave! Dia após dia a chance de fazer o bem surge, mas dia após dia nós costumamos desperdiçá-las.

  Fiquemos atentos, pois, nos sinais que Deus nos envia. A luz está sempre ao nosso redor, nós é que muitas vezes nos recusamos a enxergá-la, mantendo-nos na escuridão do nosso ego, cultivando nosso orgulho, preocupando-se somente com nossas vidas.

  Ninguém progride sozinho na vida, pois até mesmo aquele que chega no topo fazendo o que é errado, subindo nas costas dos outros, precisa de alguém para lhe dar um empurrãozinho. Observemos então que a nossa melhoria só se faz quando aprendemos a conviver com as pessoas e que é essa convivência que nos faz experimentar oportunidades de conhecermos melhor a nós mesmos.

  Ora, mudemos o item "oportunidade de fazer o que é bom" para um comparativo com uma situação no deserto, onde a água é escassa. Se por ventura você estiver  andando num deserto escaldante e com muita sede, vier a notar que de uma rocha sai uma única gota de água por dia em horários aleatórios, você não esperaria pela oportunidade de colhê-la para tentar saciar sua sede? Pois é, a gota é a luz da caridade que nos surge em meio à rocha da vida, se você não aproveitar essa oportunidade, não vai saciar a sua sede de progresso e vai estagnar na vida, como uma pessoa que apenas perdeu o tempo de mais uma encarnação vivida.

  Assim como quem quer trabalhar, você não pode perder a oportunidade de estudar para estar pronto para as oportunidades quando elas surgirem. Mas para o ato caridoso, não nos adiantaria estudar física, matemática, mecânica, etc... precisamos estudar a moral Cristã e acima de tudo aplicá-la como quem faz um estágio e adquire experiência.

  Faça o bem sem olhar a quem e nada espere em retorno, porque quem vai lhe presentear depois não é o necessitado, mas sim um Pai orgulhoso da sua boa vontade com o seu irmão.

2 comentários:

  1. Olá Igor Abrão seu blog é maravilhoso porque traz mensagens que edificam e estimulam o bem,realmente fazer caridade não é apenas dar bens materiais ainda mais hoje que as pessoas padecem de solidão e falta de amor e atenção.
    Sua postagem tem muito haver com o que penso atualmente quanto a prestar atenção em volta e perceber que alguém precisa de mim de ti de todos nós. Forte abraço amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernando Smith, obrigado pela visita e pelo seu comentário, seja sempre bem vindo!

      Excluir