quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Quando ele não está mais aqui para eu me desculpar...


  Deus trouxe você para habitar um lar, geralmente com um pai e uma mãe para de ti cuidar. Também trouxe amigos diversos para te fazer companhia, para um ombro lhe dar quando quiser chorar.

  Mas eles não são perfeitos e podem várias vezes ainda errar. Assim como você, que caminha a passos apertados, tentando se corrigir, tentando ser uma pessoa melhor a cada dia. Se eles e você são todos imperfeitos, por que exigir deles a perfeição, quando eles não exigem isso de você? E se o fazem, não estariam eles errados também? Perfeito é somente Deus, nós somos ainda simples e ignorantes no tocante ao amor.

  Ao invés de tratar asperamente um parente ou amigo que Deus colocou na sua vida, observa calmamente as atitudes dele e procura compreender o que se passa naquela mente. Ponha-se no lugar dele e tente sentir o que ele sente. Entender o universo de cada um é caridade, é aprender a respeitar as imperfeições do próximo.

  Nós temos muito pouco tempo de vida terrena, precisamos aprender a usá-lo bem. Um tempo tão precioso que nos foi concedido para o nosso adiantamento moral e intelectual não deve ser jogado fora.

  Se hoje você gasta tempo e energia para discutir com as pessoas que te amam, amanhã você poderá não ter nem a oportunidade de pedir perdão, pois o tempo passa e a vida carnal cessa, dando liberdade ao espírito para retornar à pátria amada.

  Não façamos aquilo que depois viremos a nos arrepender. A pior culpa é aquela que se carrega por não ter conseguido pedir perdão em tempo hábil. O remorso e a dor que se carrega são castigantes e frutos de nossa indisciplina e revolta desenfreada que é alimentada pelo nosso orgulho em acharmos que sempre estamos certos e o outro errado.

  Aproveitemos esse tempo de convívio entre família e amigos e busquemos amar mais do que condenar, respeitar mais do que ofender, auxiliar mais do que criticar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário