domingo, 29 de setembro de 2013

Poema - O Despertar das Nações para a Luz da Fraternidade


Hoje o nosso mundo despertou,
depois de milênios de guerra e terror,
lembrando-se daquele que um dia semeou,
a paz, a caridade e o amor.

Pouco a pouco nos conscientizamos,
de que não nos basta reclamar,
é preciso que todos nós aprendamos,
o lindo gesto de compartilhar.

Oh mundo abençoado por Deus,
terra de muitas oportunidades,
aonde nascem em solos teus,
a semente que germina a fraternidade.

Cria-se um clima melhor a cada dia,
a certeza de dias melhores se fortalece,
a poeira abaixa, o vento acaricia,
é a luz de Jesus que nos esclarece.

Não é preciso mais sonhar,
pois a hora agora é de praticar,
você deve a todos os teus irmãos doar,
sem medo de o teu amor alguém recusar.

Se o passado foi sangrento,
se a religião humilhou a muitos de nós,
lembra-te de que se acabou o tempo violento,
pois a paz reinou logo após!

A palavra mata e o espírito vivifica,
tomemos cuidado com nossas interpretações,
era o que Paulo de Tarso a nós dizia,
vivam uma vida humilde e sem ostentações.

Sinto que hoje teu coração eu toquei,
lembrando-te dos teus deveres Cristãos,
pois desde sempre eu te amei,
como o Cristo amou todos os seus irmãos.

Paz e luz a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário