quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Poema - Os 4 Verbos do Progresso Espiritual


  Inicia teus esforços para melhorar,
concentra-te nos mandamentos do Criador,
o primeiro ato que deves exercitar,
é lição de "AMAR" com muito ardor.

  Nós nascemos para amar aprendermos,
liberta-te do apego que te causa dores,
não importa quem no caminho encontremos,
todos os seres podem nos ser grandes amores.

  Amar a Deus em primeiro lugar,
assim como a ti, o próximo deves amar,
amar o inimigo sem o julgar,
para que o mundo um lugar melhor venha a se tornar.


  No segundo passo deves "TRABALHAR",
dedicando-se a semear o amor,
pois mesmo em terras difíceis de plantar,
o trabalho supera a dificuldade e a dor.

  O trabalho dignifica o ser humano,
combate a ociosidade e a preguiça,
exalta o teu amor soberano,
garante a tua evolução com justiça.

  A palavra de conforto vem em auxílio,
acalma o coração que estava em martírio,
o cuidado do doente traz o alívio,
no trabalho digno do livre-arbítrio.

  Em seguida o terceiro virá,
fruto do combate à ansiedade,
você deve "ESPERAR" pois chegará,
o fruto do trabalho e da solidariedade.

  Somente o tempo nos revela,
no momento certo o nosso chamado,
não adiantaria um barco a vela,
querer navegar sem que o vento haja soprado.

  Conserva-te na espera,
pois logo a oportunidade aparecerá,
Deus sabe que é somente na primavera,
que a flor mais bela desabrochará.

  E por fim chega-nos o último,
verbo difícil de se empregar,
"PERDOA" é o verbo mais íntimo,
que podemos tentar aplicar.

  Perdoar é mexer com a razão,
os princípios lutam contra o orgulho,
logo se vê não ser fácil situação,
do coração remover todo o entulho.

  Ama, trabalha, espera e perdoa,
pede a espiritualidade que assim se faça,
a voz celeste então entoa,
o cântico mais belo que a todos nós enlaça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário