segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

A realidade exibida em Nosso Lar


  Durante algumas conversas tanto informais quanto no trabalho de atendimento fraterno, tenho notado em muitas pessoas questionamentos relacionados a itens apresentados no filme espírita Nosso Lar.

  Muitas pessoas julgam fantasiosa a existência de notebooks, do aerobus, de casas e outros itens apresentados na colônia espiritual Nosso Lar.

  Antes de iniciarmos a exposição do meu ponto de vista sobre esse assunto, os convido à seguinte reflexão: a 40 anos atrás, quando as linhas de telefone era caríssimas para aquisição e os aparelhos eram fixos em suas residências e comércios, alguém imaginava que seria possível existirem telefones tão pequenos e sem fio? E que tal esse pensamento aqui: a 60 anos atrás quem poderia crer ser possível termos uma TV a cores em uma folha de papel eletrônico com internet que conecta-nos ao mundo todo, mais de 200 canais disponíveis com temas variados, capacidade de gravar os programas com exibição em tempo real, pausar a programação, agendar a reprodução?

  Bom, muitos naqueles anos de pouca tecnologia iriam rir de mim, pois era absurda qualquer ideia relacionada a tais avanços justamente porque os desconhecíamos. Aliás, tememos aquilo que desconhecemos!

  Lembremos que em filmes sobre a época da colonização, há até mesmo contos que apresentam os indígenas, na sua ignorância, acreditando que nos espelhos haviam almas enclausuradas, sendo aquele objeto que para nós apenas reflete a nossa imagem, para eles era um objeto do mal.

  Tendo em vista estas reflexões, pensemos agora em Nosso Lar. Não estariam estas pessoas que zombam e julgam ridículas as apresentações do filme ou do livro como fantasiosas fazendo uma negação de algo ainda pouco compreendido pela nossa enorme ignorância sobre a vida espiritual?

  Tenhamos em mente os ensinamentos do livro dos espíritos que nos dizem que toda matéria tem origem no elemento cósmico universal ou, se preferirem, matéria primitiva. Com base nisso, entendemos que tudo o que existe é constituído da mesma matéria, sendo as diferenças de formas, cores, cheiros, densidades e condições como pressão, temperatura, etc... variações das aglomerações das moléculas de átomo usadas para a criação de novos corpos. Por exemplo a água que é constituída de 2 moléculas de hidrogênio e 1 de oxigênio, mas que se tiver essas moléculas separadas deixaria de formar o elemento água.

  Baseado nisso, portemos o raciocínio para a matéria espiritual, a qual é elemento que a ciência ainda não possui instrumentos para medir e comparar com a matéria grosseira de nosso mundo. Sendo tudo originário da mesma matéria elementar, temos que também pode-se fazer transformações no estado da matéria espiritual, podendo portanto criar-se elementos parecidos com os que temos aqui na terra, como paredes, fios e até a própria água.

  Agora, chamo-os a mais uma reflexão. Quem inventou a TV primeiro, o homem encarnado ou o espírito desencarnado?

  A resposta é bem simples, haja visto que o espírito é eterno e precede e muito a existência do corpo físico, não poderia ser a TV criação do homem da terra, mas sim uma cópia de algo que já existe no plano espiritual, até porque lá os estudos são mais sérios, mais avançados e as condições para o progresso do espírito são mais favoráveis devido à harmonia das colônias espirituais.

  Ora, acaso desconsideramos que recebemos influências tanto boas quanto ruins da espiritualidade? Não seriam as descobertas da ciência apenas alguns sopros de palavras intuitivas aos ouvidos dos homens na terra? Sim, elas são. A espiritualidade nos intui, nos guia, nos encaminha para a evolução, mas tudo no seu tempo e por isso o que temos na Terra é na verdade um reflexo do que é o mundo espiritual.

  Bom, não posso impor e nem forçar ninguém a crer no que os espíritos nos ensinam com tão boa vontade, mas sei que um dia todos saberão e compreenderão melhor a vida espiritual. Para os céticos de plantão, resta-lhes a morte física para o nascer da consciência espiritual.

4 comentários:

  1. Excelente texto Igor. Muito claro, sem aqueles rodeios científicos e filosóficos que mais confundem do que esclarecem.
    Eu vou fazer uso deste texto quando conversar sobre esse assunto.
    Uma história da minha família: eu, minha mãe e meu pai, durante uns anos, fizemos parte da equipe encarnada de apoio nas operações espirituais de Dr. Boris, na Casa Espírita Caminhemos com Jesus, no RJ.
    E minha mãe, médium clarividente que é, ao final das cirurgias, relatava a todo o grupo as maravilhas que ela via na sala de operação. Eram aparelhos avançados, de alta tecnologia.
    Me lembro bem, há mais ou menos 23 anos, quando após os trabalhos, ela nos relatou sobre um aparelho interessantíssimo que tratava do estômago, que é hoje, exatamente, o moderno aparelho de endoscopia!
    O que sabemos de Nosso Lar, não somente é real, como é um pedacinho da realidade que, no momento, somos capazes de compreender.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriela! Estou fascinado com o seu relato! Muito obrigado por compartilhar conosco a experiência de sua mãe, pois acredito que muitas pessoas podem refletir sobre isso e abrirem os olhos para o que eu quis transmitir nessa mensagem. Que essa realidade não exista somente em nossos olhos espirituais, mas principalmente em nossos corações! Abraços fraternos!

      Excluir
  2. Lindo né Igor?!
    Então, para colaborar um pouco mais no esclarecimento dos irmãos descrentes, vou contar mais um caso que aconteceu com a minha mãe! O nome dela é Alzira!
    Há uns anos minha mãe foi diagnosticada com câncer no ovário. Ela se cuidava direitinho com sua médica encarnada, fazia os exames e tratamentos e aguardava os resultados.
    Foi, então, que ela se submeteu a uma cirurgia espiritual, com o mesmo Doutor Boris.
    E quando voltou para exames com a sua médica encarnada, esta perguntou ela: "Dona Alzira, a senhora fez uma cirurgia com outro médico e não me disse nada?"
    Minha disse: "não!"
    Então a médica disse: "não é possível, pois eu vejo uma cicatriz pós-operatória em seu ovário".
    Então minha mãe explicou tudo para ela, que mesmo sem ser espírita ficou fascinada, pois minha mãe já não tinha mais o tumor.
    Essa é uma das muitas lindas histórias que acontecem diariamente com muitos de nós, por todo este planeta.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, uma experiência incrível e fico feliz que ela tenha sido curada. Eu também já recebi a bênção da cura e não foi apenas uma vez só não.

      Mais uma vez obrigado por partilhar de informações tão importantes!

      Excluir