sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Quando enfrentamos o desconhecido.


  Toda porta que se abre traz consigo uma passagem para um novo local, as vezes não compreendemos bem e costumamos temer o que é novo e desconhecido, mas se confiarmos na providencia divina, tudo será esclarecido no seu devido tempo.

  Entenda-se por porta uma alusão as oportunidades que recebemos. A passagem para um novo local por sua vez é a mudança de ambiente, atitudes e personagens da nossa história.

  Quando tememos algo tal como o que nos é novo, é porque somos ainda inseguros e incapazes de compreendermos o poder que carregamos dentro de nós. É ai que a fé, força que nos move constantemente para o progresso, entra e nos auxilia a superar esse temor.

  Porém, a medida em que evoluímos, descobriremos que nossa capacidade de superar os desafios, de aprender com os erros, de nos tornarmos melhores a cada dia é uma bênção que o Criador concedeu para o espírito eterno que habita o corpo humano.

  Logo, o que é novo e diferente, complexo a princípio, se fará comum e habitual, simples e necessário. São os estágios da evolução. Sem passarmos pelas mudanças que subitamente surgem na vida, não poderemos aprender e evoluir. Tudo tem um motivo e um propósito, o acaso não existe.

  Se falhamos, logo lamentamos. De que serve lamentar? Apenas atrasa o nosso aprendizado. Pois bem, melhor que lamentar é entender que nos era preciso tentar, também nos fora preciso falhar, para então uma lição de lá tirarmos. Sempre aprendemos com todos os acontecimentos em nossas vidas.

  Portanto, encare o novo e diferente, observe e analise, medite sobre as dúvidas, converse com Deus e peça esclarecimentos para o teu caminho, não te faltará ajuda, mas lembre-se de que todo o esforço e a vontade de melhorar-se deve vir de ti, pois já brilha dentro de teu corpo um radioso espírito de luz que deseja aprender a alçar voos mais altos nas esferas da vida eterna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário