segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Bens materiais.


  Bem material é tudo o que podemos fazer uso nesta encarnação. Eles fazem parte do plano material e são os recursos utilizados pelo espírito para o progresso moral e intelectual.

  O uso destes bens é de responsabilidade de cada um, pois tudo nos é lícito, mas nem tudo nos convêm. Não nos é errado investirmos numa casa nova, nem num carro novo, tão pouco em comer um alimento diferente do que se come no dia a dia, o que é errado é o excesso e a luxúria, isso porque nos causam males que somente percebemos depois de que a ação foi realizada.

  É depois que se gasta o dinheiro que se percebe se sua aplicação foi positiva ou negativa. Se foi egoísta ou se permitiu compartilhar com o próximo a alegria de se adquirir um bem útil a todos. Se foi ambicioso e gastou mais do que podia ou devia. Se foi guloso e comeu mais do que precisava ao ponto de passar mal. O fato é que todo bem material está aqui para ser usado, e nós precisamos aprender a usá-los da melhor forma possível, com equilíbrio e consciência.

  Não devemos depositar o nosso coração nas coisas materiais, até porque elas não são eternas e logo perceberemos que nos iludimos. Depositemos o nosso coração nas coisas espirituais e compreendamos que todo recurso material nos é útil, mas em sua grande maioria, supérfluo.

  Quem tem algo, tem também a oportunidade de compartilhar e exercitar o amor com quem não tem nada. Em tudo o que Deus nos concedeu é possível observarmos a oportunidade de aplicarmos para o bem, para isso basta querermos fazer o bem.

  Se você sofre por não ter algo, lembra-te de que você viveu até aqui sem o ter e por isso não tem que reclamar, pois você continuará sua caminhada com ou sem esse bem material. Isso não lhe impede de estudar e trabalhar para progredir materialmente, apenas tenha em mente que sofrer por isso não é bom, pois representa o domínio do apego e por conseguinte a necessidade da observância dos pensamentos equivocados e das atitudes prejudiciais.

  Já observou como é difícil para um rico abrir mão de sua riqueza? É esse apego que nos leva a refletirmos sobre que tipo de uso estamos fazendo do que nos foi concedido como empréstimo. Sim, é apenas um empréstimo, pois tua casa não é tua, teu carro não é teu, tua roupa não é tua, afinal, qual destes bens materiais iremos levar daqui quando desencarnarmos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário